quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

A Luz e a Treva

De sangue irmãos nascidos
Sob estrela funesta gerados
Almas amantes sofridos
Filhos escolhidos do Diabo

A luz, a força, a honra
Raios do Sol em nobre coração espalhados
Pela chama do ódio e o orgulho
Em aço fervente forjado

A treva, suave abismo,
De sombras em doce pecado
Névoa cinzenta em pleno martírio
Rosa rubra do sangue formado

Irmãos no nascimento
Amantes no destino
Fadados ao inferno

Ou ao pecado infinito...

Cleucy de Paula